Rio Branco 30, 2013
Galeria de Arte do Banco Central
Projeto em parceria com Ana Gabriella Castelo Branco

Exposição de encerramento da 23 Conferência Geral do Conselho Internacional de Museus Monetários e Bancário, realizada no Banco Central do Brasil no Rio de Janeiro, localizado na antiga Avenida Central, atual Avenida Rio Branco. A mostra, que ocupou o térreo do edifício, incluindo o grande salão da rotunda e uma das casas-fortes, resgatou a história do prédio, tombado pelo IPHAN em 1973, e apresentou dois importantes artistas da numismática brasileira: Girardet, reconhecido como um dos maiores medalhistas do país, e Aloísio Magalhães, artista visual, gráfico e designer, vencedor do concurso organizado pelo Banco Central para implementar a primeira família de cédulas totalmente concebida e fabricada no Brasil.

Desde a mudança do Museu de Valores para Brasília, em 1981, o espaço de exposição do prédio da Av. Rio Branco 30 estava fechado para visitação, sendo utilizado somente para atividades do meio-circulante. Com supervisão do IPHAN, o projeto expositivo incluiu a renovação parcial do térreo, projeto de iluminação, incluindo na fachada, e programa educativo, de forma a habilitar o espaço para abertura ao público.